segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Desabafo

Seguir em frente. Há três meses eu realmente acreditei que nunca iria esquecê-lo, que meu amor era muito grande e mesmo com todas as besteiras que ele fez para mim eu sempre estaria lá, em todos os momentos.
E agora... É como se eu não sentisse nada de bom e ficar sozinha me deixa livre. Não posso amar ninguém...

Chorei tanto, sofri, escutei músicas depressivas sempre que ele vacilava comigo e me afogava em filmes românticos nos colocando no lugar dos personagens principais... Bem clichê, eu sei, mas era impossível evitar.
Acho que o amor faz isso com as pessoas... As deixam fora de si, faz com que achemos que o mundo só será um pouco menos difícil se tivermos aquela pessoa especial ao nosso lado, que nosso fardo será menos pesado se aquela pessoa estiver com você.
Agora isso tudo passou, depois de me sentir a pessoa mais idiota do mundo, que havia se rebaixado tanto a ponto de implorar a amizade daquela pessoa que amava e ela apenas esnobar as atitudes e formas de ser finalmente consegui parar de amá-lo. Não foi fácil, as inúmeras tentativas fracassadas e vontades repentinas de beijá - lo provam o quanto foi difícil.
Há apenas uma coisa da qual eu me arrependo - mas não irei mudar pelo simples fato de me deixar mais forte - que é deixar esse amor virar ódio. Não virou pelo fato do sentimento não ser correspondido, mas mesmo me conhecendo tão bem alegar que eu o estava sufocando, quando na verdade não nos falávamos havia meses (malditos tempos de tortura). Agora, toda vez que o vejo meu desejo é bater até que ele volte para a realidade e perceba o quão infantil está sendo. Não falando comigo mesmo depois de eu ter quase implorado por sua amizade.
Este homem (criança) feriu meu orgulho e todo o resto de mim, em troca ele terá meu ódio como nenhuma outra pessoa teve.
Ninguém esquece o primeiro amor, mas a pessoa que não o correspondeu provavelmente vai esquecer. Porém desta vez, me certificarei de que ele nunca esqueça.
MT

Um comentário :

  1. Nunca desista do amor, não se sabe o que ocorrerá amanhã! Espero que você já esteja melhor. As vezes o choque e a queda são grandes, mas é levantando a cabeça que se vê o caminho a frente ;)

    ResponderExcluir

Faça a alegria dessa escritora!
Poste um comentário, mas... tenho algumas regrinhas
*nada de xingamentos
*se for criticar, apenas críticas construtivas
*coloque o link do blog para eu poder te visitar
Arigato